quinta-feira, 22 de maio de 2014

Gran Tarapacá Pinot Noir Gran Reserva 2012: Bom preço!

Rapidinho: Primeiro vinho da linha Gran Reserva da tradicional Tarapacá feito com a Pinot Noir. É produzido com uvas de 3 diferentes vinhedos do Vale do Leyda e passa 8 meses em barricas. Tem notas de cerejas e morango, em meio a canela e um tostadinho de fundo. Em boca repete o nariz e é bem redondinho. Minha crítica é quanto aos 15% de álcool, que para mim, não rima com Pinot Noir. Aliás, rima com poucos vinhos. De qualquer forma, é um bom Pinot chileno pelo preço, por volta de 60 pilas. 

4 comentários:

  1. Blz Flávio

    É o cabernet que degustei da mesma vinícola tb estava meio alcoólico...um pouco acima da média, mas pelo preço da acasião um bom vinho, nada excepcional.
    http://vinhoeoquemais.blogspot.com.br/search/label/Taparac%C3%A1

    Abs
    Orlando

    ResponderExcluir
  2. Pois é, Orlando.... Não sei se não tentam ou não conseguem segurar o álcool. Mas o pior é que tem gente que gosta de vinho alcoólico. No caso de Pinot, isso para mim é mais grave. De qualquer forma, os Taparacá são vinhos que têm preço justo e mantém um pouco a tradição. O Etiqueta Negra, por exemplo, tem bom preço e para mim, briga com vinhos chilenos mais caros. Estou com uma garrafa do Etiqueta Azul aqui, que tem como majoritária a Cabernet Franc. Acho que vou gostar.
    Abraços,
    Flavio

    ResponderExcluir
  3. O excesso de madeira do CS me incomoda um pouco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rogério,
      Faz tempo que não bebo o Gran Reserva CS. Comprei um agora, de 2014, para relembrar. Ele tem sido elogiado. Vamos ver se não vem com exageros.
      Abraços,
      Flavio

      Excluir